segunda-feira, 30 de novembro, 2015

Família Berggren vai do setor têxtil à cerveja especial

A família Berggren atua há 53 anos no setor têxtil e, neste ano, fincou o pé no mercado de cervejas especiais. O neto do fundador da Ober Indústria e Comércio, Lucas Berggren, decidiu deixar a carreira na administração da fabricante de tecidos localizada em Nova Odessa (SP) para se dedicar ao sonho de ter a própria cervejaria.
Fundada em 1962 por Oscar Adolfo Berggren, a Ober produz tecidos à base de fibras naturais, artificiais e sintéticas. A empresa atua em mercados como o automobilístico, de calçados, limpeza doméstica, colchões, entre outros. A Ober é dona de marcas como Fortlimp, Lintech (materiais de limpezas técnicas) e Panflex. O negócio ainda é administrado pela família e gera um faturamento médio de R$ 420 milhões por ano.
"A operação da Ober nos deu conforto para investir no negócio da cerveja. O negócio na área têxtil vai bem neste ano, conseguimos voltar a exportar com a alta do dólar. Mas a cerveja apresenta maior potencial de expansão", afirmou Lucas Berggren, sócio e diretor geral da Cervejaria Berggren. A Ober exporta tecidos para as regiões Américas, Europa e África do Sul.
Lucas Berggren começou a desenvolver cervejas especiais em 2008, mas a fábrica foi instalada apenas neste ano. A unidade fabril, localizada em Nova Odessa, produzia 120 mil litros por mês e atendia às cidades na região próxima a Campinas. Devido à alta procura pelo produto, a companhia decidiu ampliar a produção e fez um investimento de R$ 20 milhões, com recursos próprios e financiamento do BNDES de R$ 3,8 milhões, para ampliar em dez vezes a capacidade produtiva.
A capacidade da fábrica foi ampliada de 120 mil litros por mês (ou 240 mil garrafas) para 1,2 milhão de litros por mês. Para o ano de 2016, a empresa prevê ampliar a produção de 120 mil litros por mês para 250 mil litros.
"A companhia vai trabalhar com a expansão da distribuição para cidades a até 100 quilômetros de distância de Nova Odessa. Depois disso será feita a expansão nacional", afirmou Berggren. O executivo diz que a distribuição será ampliada a partir de janeiro de 2016. As primeiras cidades alvos serão São Paulo, Itu, Sorocaba, Piracicaba, Campinas e Jundiaí. Ainda em 2016, a Berggren vai atender redes de supermercados, bares e restaurantes de Bauru, Marília, região norte do Paraná, Mato Grosso do Sul e Triângulo Mineiro.
A iniciativa da Berggren acompanha a tendência do mercado de cerveja, que apresenta uma demanda aquecida pelas cervejas artesanais e especiais. O segmento de cervejas especiais respondeu por 1% do volume do mercado no país no ano passado, segundo dados da Euromonitor International, com vendas próximas a 141 milhões de litros. A consultoria Product Audit estima que as vendas de cervejas especiais no país cresceram, em média, 36% ao ano desde 2010 e tendem a manter esse ritmo.
O segmento cresceu em volume de produção e também em quantidade de cervejarias instaladas. De 2009 a 2014, o total de fabricantes de cervejas especiais no país aumentou de 189 para 249, o que representou um aumento de 32%, de acordo com a Euromonitor.
Gigantes do setor, como Ambev e Heineken, buscam crescer e superar concorrentes com oferta de cervejas especiais. A Heineken anunciou no início do mês um aporte de R$ 1 bilhão no país para ampliar a capacidade produtiva, de 19 milhões de hectolitros para 25 milhões de hectolitros até 2018. O plano inclui a instalação de uma fábrica em Itumbiara (GO) e o aumento da oferta de marcas premium, como Heineken, Desperados e Sol.
A Ambev relançou a cerveja Adriática, comprou as cervejarias artesanais Wäls e Colorado e ampliou a oferta das cervejas premium Stella Artois, Budweiser e Original. A companhia também desenvolveu novas linhas de bebidas à base de malte, como Ultra e Brahma Extra. A Ambev informou que essas linhas especiais representaram 9% da receita total da companhia neste ano, ante 6% no ano passado.
Enquanto uma cerveja é vendida, em média, a R$ 8 a garrafa de 600 ml, as cervejas especiais têm preços que vão de R$ 15 a R$ 120 a garrafa, dependendo da marca. Berggren disse que as linhas chegam ao varejo a preços entre R$ 12 e R$ 15 por garrafa de 600 ml.
Valor Economico
Produtos relacionados
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2019 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP