quinta-feira, 03 de novembro, 2016

Brasil Kirin melhora vendas e reduz prejuízo

A Brasil Kirin, controlada do grupo japonês Kirin e dona de marcas como Schin e Devassa, deu sinais de melhora em sua operação no País, após mais de um ano de ajustes. Nos nove primeiros meses do ano, a companhia reportou um prejuízo operacional de 8,9 bilhões de ienes (R$ 286 milhões), ante um perda de 11,7 bilhões de ienes no mesmo intervalo de 2015 (R$ 308,4 milhões). No período, a companhia registrou melhora no volume de vendas, com recuperação de participação no mercado de cerveja.
Em receita líquida, a Brasil Kirin apresentou queda de 19,6% em ienes, chegando a 79,1 bilhões de ienes (R$ 2,54 bilhões), ante 98,4 bilhões de ienes (R$ 2,59 bilhões) no mesmo intervalo de 2015. Em reais, a retração foi menor, de 2%.
O volume de vendas de cerveja da Brasil Kirin aumentou 2% no acumulado do ano até setembro. A companhia destacou um avanço de 56% nas vendas do rótulo Devassa no terceiro trimestre, após a reformulação da marca. No mesmo intervalo, o mercado brasileiro de cerveja encolheu 1,7%, o que indica aumento na participação de mercado da Brasil Kirin neste ano.
A Ambev, líder do mercado brasileiro, registrou nos nove primeiros meses do ano uma queda de 6,2% em volume de vendas e de 3,1% em receita. O Grupo Petrópolis, segunda maior concorrente no país e dono da Itaipava, divulgou recentemente um crescimento de 2% a 3% em receita neste ano. A Heineken, terceira maior concorrente do setor, apurou queda de um dígito simples no volume vendido no Brasil no terceiro trimestre.
A Brasil Kirin informou em relatório que a melhora no desempenho é reflexo do esforço da companhia para reduzir custos, ampliar a distribuição e melhorar a sua eficiência operacional. No Norte e Nordeste, a companhia concentrou-se em ampliar as vendas da marca Schin, tendo como resultado uma recuperação no volume de vendas. No Sudeste e Sul, o foco foram as vendas de marcas especiais, com reforço na distribuição da marca Eisenbahn. A companhia acrescentou que o reposicionamento da marca Devassa, agora na categoria premium, também gerou aumento nas vendas.
Para o ano, a companhia projeta um aumento de 1,8% na receita no Brasil, chegando a R$ 3,8 bilhões, e um prejuízo operacional de R$ 318 milhões, ante uma perda de R$ 509 milhões no ano passado.
A Kirin ainda avalia alternativas para melhorar a rentabilidade da operação brasileira, incluindo uma parceria estratégica em produção e distribuição ou uma joint venture para controlar a operação da Brasil Kirin.
No mundo, o grupo Kirin, reportou alta de 36% no lucro líquido, para 71,5 bilhões de ienes (US$ 716,9 milhões). A receita global caiu 5,4%, para 1,54 trilhão de ienes (US$ 14,7 bilhões).
Supermercado Moderno
Produtos relacionados
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2019 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP