sexta-feira, 20 de outubro, 2017

Crescimento da Heineken, com compra da Brasil Kirin, aquece o mercado de cerveja que envasa mais de 6,5 bilhões de litros em lata por ano

O mercado brasileiro de cerveja, o terceiro maior do mundo, com uma produção de 14 bilhões de litros por ano, ganhou novos contornos em 2017. O movimento foi causado pela holandesa Heineken, que investiu R$ 2,2 bilhões e adquiriu a Brasil Kirin, até então a terceira maior cervejaria do país. O resultado foi um aquecimento nas estratégias das grandes marcas, estimulando um mercado que representa 1,6% do PIB brasileiro. De acordo com o último número anual fechado pelo Sistema de Controle de Produção de Bebidas da Receita Federal (Sicobe, 2015), nada menos que 48,4% da cerveja brasileira é envasada em lata, o que representa mais de 6,5 bilhões de litros.
Com a aquisição da Brasil Kirin, dona das marcas Schin, Devassa, Baden Baden e Eisenbahn, a Heineken amplia seu portfólio (Heineken, Amstel, Dos Equis, Birra Moretti, Kaiser e Bavaria) e passa a ter cerca de 20% do mercado brasileiro. A liderança permanece com a Ambev (Brahma, Skol, Antarctica, Stella Artois, Budweiser, Bohemia, Quilmes, Caracu), com 63% do mercado, ficando na terceira posição a Cervejaria Petrópolis (Itaipava, Crystal, Petra, Miller, Lokal, Weltenburger Kloster), com aproximadamente 14%.
Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, logo após o anúncio da compra da Brasil Kirim, o presidente da Heineken Brasil, Didier Debrosse, deixou claro que o país é prioridade para a cervejaria holandesa e vai se tornar o maior mercado global da empresa. “O Brasil não é para iniciantes, especialmente quando o estrangeiro olha o ambiente de negócios aqui, que inclui burocracia e preocupações com a carga tributária e o sistema legal. Mas sentimos que agora conhecemos o país. Cremos ter condições de crescer e de nos arriscarmos mais por aqui”, afirmou.
Didier Debrosse também deixou claras três linhas de atuação da nova Heineken: atuação em estados com estímulo fiscal, aposta em regiões de baixo consumo per capita e fortalecimento do segmento premium, aumentando seu portfólio com as marcas Baden Baden e Eisenbahn. “A situação atual é complicada, o mercado caiu um pouco em 2015 e em 2016. Mas o Brasil ainda é ‘verde’, com boa chance de expansão no Nordeste, onde o consumo per capita é baixo. E o segmento premium ainda tem uma fatia muito menor do que no resto do mundo. É uma oportunidade para nós.”
O gerente de atendimento da Nielsen para o mercado de bebidas, Marcelo Mendonça de Fázio, também avalia como oportunidade o crescimento das marcas premium, mesmo com um preço médio duas vezes acima da média da categoria. “Comparando no painel de lojas de Autosserviço (Scantrack), o volume no ano de 2016 é 42,5% superior ao de 2015 no Brasil. Um dos motivos é o desenvolvimento da categoria nas lojas maiores: os hipermercados com mais de quatro mil m2 crescem 73,2% em volume. Apesar da contribuição, o principal canal ainda são as lojas Super (entre mil m2 e quatro mil m2), que concentram 64% das vendas desse segmento.”
Para ampliar participação nos mercados de baixo consumo per capita, a indústria precisa avaliar o potencial de cada embalagem. Dos 13,8 bilhões de litros de cerveja produzidos em 2015 (Sicobe), 54% saem das fábricas da região Sudeste, onde a lata tem 47% de participação entre as embalagens. A latinha é mais utilizada nas regiões Centro-Oeste e Sul, onde possui fatia de cerca de 60% da produção (1,6 bilhão de litros de cerveja).
Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil), o setor cervejeiro é um dos mais relevantes da economia brasileira, com faturamento anual superior a R$ 70 bilhões, investimentos próximos a R$ 20 bilhões entre 2011 e 2014, recolhendo cerca de R$ 21 bilhões em impostos por ano. Hoje emprega cerca de 2,2 milhões de pessoas ao longo da sua cadeia de produção e está presente em todas as cidades do país, em uma rede que vai do agronegócio ao pequeno varejo, passando pelos segmentos de embalagens, logística, maquinário e construção civil.
Abralatas - 09/10/2017
Produtos relacionados
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP