quinta-feira, 09 de março, 2017

PepsiCo não confirma negociação com Vigor

A resposta é curta: “A PepsiCo não comenta especulações e rumores”. Essa é a mensagem da gigante de bebidas e snacks à notícia veiculada nesta quarta-feira, 08, no jornal Valor Econômico sobre uma negociação entre a empresa e a holding J&F, dona da Vigor, para a compra da operação de laticínios (a Vigor, por sua vez, detém 50% das ações da mineira Itambé; a outra metade pertence à Cooperativa Central dos Produtores Rurais de Minas Gerais). Procurada pela reportagem do Meio & Mensagem, a J&F foi ainda mais sucinta: “A J&F não comenta”, afirmou por meio de sua assessoria de imprensa.
Segundo a publicação especializada em negócios, a PepsiCo já teria feito duas ofertas pela Vigor, a última de R$ 6 bilhões, mas a J&F permanece relutante, pois ainda espera elevar esse valor e estaria, inclusive, negociando com outras companhias, como a francesa Lactalis. Não é segredo que a J&F pretende se desfazer da operação de laticínios. Hoje, a empresa tem dedicado atenção e investimentos a empresas como o Banco Original, a JBS (dona da Friboi), Eldorado Celulose e Alpargatas.
Já a PepsiCo, com a aquisição, seguiria num movimento de diversificação de portfolio, uma vez que seu principal ativo, os refrigerantes, seguem perdendo mercado no mundo, com a tendência de vida saudável – segundo o Valor, a PepsiCo já possui operações de lácteos na Rússia, Leste Europeu e Alemanha. Atenta a esse mesmo problema, a Coca-Cola comprou, no fim de 2015, a mineira Verde Campo, de produtos diet e light.
Ao introduzir no mercado brasileiro o iogurte grego, a Vigor se renovou e ganhou força. Em 2015, contando a operação da Itambém, registrou faturamento de R$ 5,21 bilhões.
Meio & Mensagem - 08/03/2017
Produtos relacionados
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP