segunda-feira, 05 de junho, 2017

Varejo gaúcho aposta em datas especiais para alta de vendas em junho

As datas especiais sempre são oportunidades importantes para os supermercados buscarem o crescimento das vendas. De acordo com dados apurados pela Agas (Associação Gaúcha de Supermercados) junto aos associados, o crescimento das vendas de itens típicos para as festas juninas deverá ser de 6% em relação às comemorações do período no ano passado. Também em junho, o setor prepara os estoques de vinhos, caixas de bombons e de flores para a chegada do Dia dos Namorados, a ser comemorado dia 12.
Segundo o presidente da Agas, Antônio Cesa Longo, a procura dos clientes por canjiquinha, rapaduras e amendoim chega a aumentar 500% em relação aos demais meses do ano durante o período de Festas Juninas. Mais popular em outros períodos do ano, a pipoca para micro-ondas tem as vendas elevadas em cerca de 200%, enquanto a pipoca para panela, em 150%. “As festividades também beneficiam fabricantes gaúchas de doces derivados da cana-de-açúcar, que chegam a dobrar sua produção no período e mantêm este volume de vendas até o final do inverno”, destaca Longo, lembrando que o rigor do inverno gaúcho oportuniza que empresas de pequeno e médio portes também aproveitem o momento para vender vinhos e pipocas.

Os supermercadistas negociaram preços dos produtos típicos com os fornecedores e estão garantindo a decoração das lojas e a montagem das tradicionais “barraquinhas” juninas. Segundo o presidente da Agas, cerca de 40% dos supermercados oportunizarão degustação da pipoca, quentão, pé-de-moleque, bolo de fubá, mandioca, broas de milho e canjica, entre outros, um fator decisivo nas vendas. “São em datas como esta que as pequenas redes podem se diferenciar das grandes. A ornamentação com bandeirinhas e as degustações são mais praticadas pelos supermercados pequenos, o que confere um ambiente caseiro e familiar, como a data sugere”, aposta Longo.

Frio é bom para o setor
Segundo dados da Agas, a chegada do frio também é comemorada pelos empresários do ramo supermercadista. “Precisamos de estações bem definidas para que os itens sazonais tenham sua expectativa de procura atingida. Para o comércio, o ideal é que o verão seja bem quente e o inverno bem frio”, destaca Longo. Para o inverno, que inicia no próximo dia 21 de junho, as expectativas de alta e queda de alguns itens são: sopas (+38%), vinhos (+30%), carne com osso (para sopas +30%), carne suína (+20%), chocolates (+15%), massas (+12%) e pães e cucas (+3%). Por outro lado, caem as vendas de: inseticidas (-45%), carne sem osso (-30%), cerveja (-24%), frutas e verduras (-8%) e sabonetes (-5%).

Dia dos Namorados
De olho na previsão de baixas temperaturas, os supermercados também projetam um crescimento de 7% nas vendas de vinhos para o Dia dos Namorados deste ano, na comparação com a data de 2016. O setor prepara ainda a comercialização de 1,4 milhão de caixas de bombons para a data, número 5% superior ao ano passado.

Com relação às flores, cada vez mais empresas de pequeno e médio portes incorporam esta opção de presente em seu mix. “Hoje, os supermercados já contemplam flores para todos os bolsos, com preços entre R$ 5 e R$ 100. Este é um grande diferencial”, observa Longo.
Supermercado Moderno - 02/06/2017
Produtos relacionados
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP