sexta-feira, 29 de junho, 2018

Após meses difíceis, Aurora Alimentos começa a melhorar resultados

A Aurora Alimentos, terceira maior processadora brasileira de carnes de frango e suína, começa a se recuperar após enfrentar quase um semestre inteiro de dificuldades. A empresa sofreu impacto do aumento no preço do milho, das restrições internacionais ao frango brasileiro e, claro, da paralisação dos caminhoneiros. Nesse momento, porém, a cooperativa conseguiu voltar ao azul. A expectativa daqui pra frente é de que o ajuste de produção, feito para adequar a oferta de frango à demanda, permita que a avicultura brasileira se recupere de modo sustentável no segundo semestre. "Depois da greve dos motoristas, há um sinal de calmaria porque começa a haver equilíbrio entre oferta e procura", afirma Mário Lanznaster, presidente da Aurora Alimentos. De acordo com Lanznaster, a margem da cooperativa, que ficou 5% negativa em maio, deverá superar 1% neste mês. Com isso, a Aurora poderá fechar o ano no "zero a zero", o que já seria um bom resultado diante das dificuldades, de acordo com o presidente da Aurora. Para manter a trajetória de recuperação, a Aurora manterá a produção de frango reduzida pelo menos até agosto. Neste momento, os funcionários do abatedouro de frango da Aurora em Abelardo Luz, no oeste catarinense, estão em férias coletivas. No próximo mês, será a vez da paralisação temporária na unidade de Chapecó, também em Santa Catarina. Em agosto, é a vez dos funcionários do frigorífico de Quilombo (SC) . Com o rodízio de férias coletivas, a Aurora reduz em cerca de 130 mil frangos por dia os abates, segundo Lanznaster. Os abates de frango ainda estarão reduzidos nos próximos 60 dias porque a avicultura nacional está em fase de redução dos estoques, sobretudo dos produtos que seriam seriam exportados. Diante das restrições internacionais, como o maior rigor europeu nos testes de salmonela e a tarifa antidumping da China, a Aurora está exportando cerca de 50% do frango que produz. Normalmente, essa fatia ficaria em torno de 70%.
Supermercado Moderno - 28/06/2018
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP