quarta-feira, 13 de junho, 2018

Vendas de computadores saltam 21%

A venda de computadores no Brasil avançou 21% no primeiro trimestre deste ano, ante o mesmo período de 2017, segundo a consultoria IDC Brasil. Com o resultado robusto, a previsão de incremento de 5% nos negócios firmados no acumulado de 2018.“Fabricantes e varejistas devem realizar ações para que o consumidor adiante suas compras durante este ano, já que há muitas incertezas em relação à 2019 que podem impactar no poder de compra do consumidor", comenta o analista da IDCWellington La Falce.De acordo com a consultoria, outro fator que ajudará a sustentar essa previsão de crescimento está atrelado a manutenção dos preços cobrados pelos equipamentos.De janeiro a março foram vendidos 1,34 milhão de computadores, ante 1,1 milhão comercializados no primeiro trimestre de 2017.A receita somou R$ 3,01 bilhões, um incremento de 22,6% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto o tíquete médio recuou 1,4% para R$ 2.245 na mesma comparação."Normalmente, no primeiro trimestre há queda nas vendas de computadores. Este ano, como não houve aumento significativo do dólar no período, fabricantes e varejistas conseguiram manter os mesmos preços de 2017, o que explica o movimento de vendas favorável", explica ainda La Falce.O crescimento foi puxado pelo mercado corporativo, com crescimento de 24% nas vendas para esse segmento, enquanto os negócios firmados direto com o o consumidor final avançaram 19,4%.Os notebooks responderam por 69,3% das vendas, enquanto os desktops representaram 30,7% no total comercializado.Retomada do PCEnquanto o mercado segue bastante focado na venda dos notebooks, o comércio de computadores de mesa, ou PC, também tem se mostrado resiliente. Ano passado a venda de PC avançou 15%, somando 5,19 milhões de máquinas vendidas. De acordo com o analista de pesquisa da IDC Brasil, Pedro Hagge, o número sugere uma recuperação significativa depois de cinco anos de resultados negativos. “Foi o primeiro ano de crescimento nas vendas de PCs no País desde 2011, graças a fatores como a liberação do FGTS e o melhor Black Friday desde que começou a ser realizado no país.”
DCI - 13/06/2018
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP