Wednesday, June 12, 2019

Alta de plano de saúde é o dobro da inflação

Os preços dos planos de saúde cresceram 382% entre 2000 e 2018, enquanto a inflação do setor de saúde (excluídos os planos e cuidados pessoais) avançou 180%. Em igual período, a inflação oficial do País, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), teve aumento de 208%. É o que mostra um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), divulgado ontem. Por ano, a taxa média de crescimento dos planos assistenciais foi de 8,71%, enquanto os preços do setor avançaram 5,51% e o IPCA, 5,96%.O estudo foi conduzido pelos pesquisadores Carlos Ocké, Eduardo Fiuza e Pedro Coimbra. De acordo com Ocké, uma das explicações para a alta expressiva nesses anos é a ausência de uma regulação dos planos coletivos empresariais. PUBLICIDADE A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) regula, atualmente, somente os planos de saúde individuais e familiares, que são apenas 20% do mercado. Os outros 80% correspondem, justamente, aos coletivos que estão sem regulação.A disparidade entre os valores praticados pelas operadoras privadas de saúde e a renda da população – que caiu muito com a crise econômica – fez com que, entre 2015 e 2018, mais de três milhões de pessoas deixassem os planos de assistência médica. A pesquisa do Ipea mostra ainda que os planos de saúde foram patrocinados indiretamente com subsídios no valor de R$ 14,1 bilhões em 2016, originados do abatimento do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) e Pessoa Jurídica (IRPJ). “Num cenário de restrição fiscal, o governo devia atentar para este fato, principalmente diante das queixas sobre os reajustes abusivos”, diz Ocké.
DCI - 12/06/2019
See this news in: english espanhol
Other news
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2019 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 third floor 01452-001 São Paulo/SP